MAIS NESTE BLOG

Cadastre-se e receba os boletins do Blog Chicago Pneumatic

Indique o recebimento do Blog Chicago Pneumatic a um amigo

Cancele o recebimento dos boletins do Blog Chicago Peumatic


Home Page > Peças e Serviços

Diferenças de manutenção entre geradores portáteis e estacionários.


A criação de novas fábricas nacionais de geradores de energia tem ampliado bastante a oferta de modelos adequados à realidade brasileira, e inclusive no caso de equipamentos a diesel, adequados ao combustível nacional.

Dentre as novas opções que surgiram recentemente no mercado, destacam-se modelos portáteis, como os CPDG 330 e 500 da Chicago Pneumatic, pela sua alta portabilidade e espaço compacto. Estes dois itens de fato determinam uma ampla redução de custos para qualquer tipo de indústria. Mas ao longo de toda vida útil de um gerador, os custos de manutenção se tornam de grande relevância.

Ao escolher entre um gerador portátil ou um do tipo estacionário, é importante avaliar que:

- O gerador portátil não possui elementos expostos a poeira e umidade, o que preserva a integridade de todos seus componentes internos. Os melhores equipamentos possuem, inclusive, sistemas de vedação em suas portas, permitindo que fiquem expostos à chuva e qualquer outra intempérie, sem comprometer sua vida útil. Já os geradores estacionários estão mais suscetíveis a poeira e umidade, que ao longo do tempo podem provocar maior desgaste, tanto de consumíveis quanto de outras peças.

- As instalações elétricas dos geradores de energia portátil tendem a ser mais simples e rápidas do que geradores estacionários. Nestes últimos, não existe a preocupação com a praticidade das conexões porque presume-se que não existirá instalação e desinstalação frequente. No caso dos geradores portáteis, ocorre justamente o oposto. São pensados desde o projeto para demandar poucos recursos e mão de obra no momento da instalação. E isto impacta também quando a aplicação é de stand by, pois as manutenções, por menos frequentes que sejam, serão mais rápidas e econômicas quando as conexões elétricas forem simples.

- Pensando em longo prazo, se houver a necessidade de remoção do gerador para uma reforma ou manutenção mais extensa, o portátil poderá ser rápida e facilmente transportado para a oficina e depois de volta. Já o gerador estacionário precisará de maior trabalho na desinstalação e reinstalação, assim como não possui estrutura própria para içamento ou deslocamento por empilhadeira.

- Por fim e não menos importante, a modularidade também racionaliza a manutenção, e é uma característica inerente aos geradores de energia portátil. Sistemas de controle inteligentes permitem a sincronia de vários geradores como se fossem um só. Especialmente em casos onde a potência instalada precisa ser alta, sua composição através de módulos é mais interessante do que um único gerador, pois cada manutenção só precisa desativar um módulo por vez, ao invés de todo o sistema.

No momento de aquisição de um gerador de energia, os custos de manutenção podem parecer ter pouco peso, mas eles se acumulam por toda a vida útil do equipamento. Ao fazer seu projeto, pense nisso.



Bem-vindo ao blog da Chicago Pneumatic Constructions Technique!

Leia mais



Princípios essenciais de rompedores hidráulicos embarcados - parte 1.

Leia mais



Geradores em condomínios: o que é melhor? Estacionário ou portátil?

Leia mais



Poços artesianos: entenda a relação entre pressão e vazão do ar comprimido e a performance da perfuração

Leia mais


Todos os posts deste canal   

Blog Chicago Pneumatic - Todos os direitos reservados © 2018