MAIS NESTE BLOG

Cadastre-se e receba os boletins do Blog Chicago Pneumatic

Indique o recebimento do Blog Chicago Pneumatic a um amigo

Cancele o recebimento dos boletins do Blog Chicago Peumatic


Home Page > Peças e Serviços

Entenda porque acontece o processo de carbonização em geradores

O fenômeno da carbonização ocorre quando um gerador de motor a diesel não é usado com frequência ou é usado somente em cargas leves, o que provoca um funcionamento inadequado e danos mecânicos graves.

O sinal mais comum de que isso está ocorrendo, é o gotejamento de um composto negro dos tubos de exaustão. Esta condição normalmente é causada pela operação do motor a baixa carga, por períodos prolongados.

Mas porque isso acontece? Um motor a diesel não possui velas de ignição. Ele depende totalmente do calor dentro de seus cilindros para provocar a combustão. Operando a baixa carga, o calor dentro do cilindro não é suficiente para consumir todo o combustível, que sobra na forma de partículas carbonizadas, que são levadas junto com os vapores para o sistema de exaustão. Entretanto, isso não é o pior. Parte dos resíduos se acumulam no bico injetor de combustível. Ele é projetado para atomizar o diesel em gotículas otimizadas para a combustão ideal. Quando ele se entope, as gotas se tornam maiores, o que dificulta ainda mais a combustão, faz sobrar mais combustível carbonizado e aumenta o problema, criando um círculo vicioso. Com o passar do tempo, os depósitos se acumulam em todas as partes do motor, chegando ao ponto de exigir sua retífica. Como os resíduos acumulados são basicamente combustível, também existe o risco de incêndios.

Antes de chegar a este ponto, é possível “curar” o gerador do problema, fazendo-o trabalhar por algumas horas a pelo menos 75% da carga total. Isso irá provocar o aquecimento a uma temperatura suficiente para que os resíduos carbonizados sejam completamente queimados e eliminados. Neste aspecto, existe um cuidado importante a ser tomado em equipamentos com níveis altos de carbonização, pois os resíduos acumulados no escapamento podem inflamar. Na dúvida, sempre é bom consultar sua assistência técnica e fazer a operação em ambiente controlado.

Uma boa assistência técnica também poderá fazer a medição periódica da temperatura de exaustão atingida pelo gerador em funcionamento, o que ajuda a saber se ela está nos níveis adequados para proporcionar plena combustão.




Continue lendo e acompanhe o blog da Chicago Pneumatic Construction Technique por E-mail, Facebook ou LinkedIn.

 



Bem-vindo ao blog da Chicago Pneumatic Constructions Technique!

Leia mais



Princípios essenciais de rompedores hidráulicos embarcados - parte 1.

Leia mais



Geradores em condomínios: o que é melhor? Estacionário ou portátil?

Leia mais



Poços artesianos: entenda a relação entre pressão e vazão do ar comprimido e a performance da perfuração

Leia mais


Todos os posts deste canal   

Blog Chicago Pneumatic - Todos os direitos reservados © 2018