MAIS NESTE BLOG

Cadastre-se e receba os boletins do Blog Chicago Pneumatic

Indique o recebimento do Blog Chicago Pneumatic a um amigo

Cancele o recebimento dos boletins do Blog Chicago Peumatic


Home Page > Peças e Serviços

O que você precisa saber sobre corrosão em geradores de energia.


Existe um processo inevitável quando lidamos com metais: a corrosão. Todos os metais sofrem corrosão, com exceção apenas do ouro e da platina. Trata-se de um processo natural, onde os materiais buscam um estado de menor energia. Deste modo, assim como a água flui buscando o nível mais baixo, o ferro e o aço têm a tendência de reagirem quimicamente com outros elementos, retornando ao seu estado de menor energia.

Muitos chamam a corrosão de ferrugem, mas é importante saber que nem toda corrosão é ferrugem, mas toda ferrugem é um tipo de corrosão, que acontece em ligas metálicas que contém ferro.

A corrosão metálica pode ser classificada de 3 formas distintas:

- Quanto à natureza do agente corrosivo: “úmida” que é a mais comum, onde a água do ar é um dos principais reagentes, e a “seca” – normalmente relacionada à ambientes com gases à alta temperatura.

- Quanto ao mecanismo que provoca a corrosão: que pode ser eletroquímico ou químico.

- Quanto à aparência, existem diversos formatos em que a corrosão se manifesta: uniforme, em cavidades, em frestas, em filetes, por placas, alveolar, intergranular, trincas etc.


Um estudo feito pela National Institute of Standards and Technology (NIST), nos EUA, demonstra que, do total de custos que a deterioração por corrosão gera, cerca de 1/3 podem ser evitados, através da manutenção correta, mas também principalmente na escolha do equipamento correto para cada aplicação.

Este é o caso, por exemplo, de geradores de energia. Para operação em ambientes sujeitos a grandes variações de temperatura e alta umidade, necessariamente deve-se optar por modelos com carenagem galvanizada, totalmente fechada e com vedação nas portas.

Note-se que construir instalações para proteger geradores sem carenagem, nunca terá a mesma eficiência do que modelos já projetados para resistirem às intempéries.

No que se refere à manutenção, os principais cuidados para evitar a corrosão do motor, alternador, radiador, caixa de engrenagens, rolamentos conexões e outras partes mecânicas está em utilizar:

- Combustível conforme especificação do fabricante;

- Óleo lubrificante original, formulado para proteção interna do motor;

- Fluído refrigerante original, formulado para proteger o radiador.

Além disso, operar o gerador no percentual de carga ideal, evita o processo de carbonização e formação de agentes corrosivos.



 



Bem-vindo ao blog da Chicago Pneumatic Constructions Technique!

Leia mais



Princípios essenciais de rompedores hidráulicos embarcados - parte 1.

Leia mais



Geradores em condomínios: o que é melhor? Estacionário ou portátil?

Leia mais



Poços artesianos: entenda a relação entre pressão e vazão do ar comprimido e a performance da perfuração

Leia mais


Todos os posts deste canal   

Blog Chicago Pneumatic - Todos os direitos reservados © 2018