MAIS NESTE BLOG

Cadastre-se e receba os boletins do Blog Chicago Pneumatic

Indique o recebimento do Blog Chicago Pneumatic a um amigo

Cancele o recebimento dos boletins do Blog Chicago Peumatic


Home Page > Ferramentas para Construção

Romper ao invés de explodir: maior produtividade e qualidade na mineração.

Numa pedreira ou mineradora, quando a rocha empilhada é muito grande para o carregador ou britador, o rompimento secundário é necessário.



Para a obtenção destas frações menores da rocha, comumente denominadas “matacos” o método tradicional é a explosão. Um sistema que gradativamente tem perdido espaço para uma técnica mais moderna, utilizando rompedores hidráulicos embarcados.

Entre as principais razões para isso, estão as inúmeras desvantagens do método explosivo, tais como:

- Alto custo (dos explosivos e da mão de obra especializada).

- Riscos ambientais e de segurança, provocados pelos estilhaços, poeira e alto impacto sonoro. Interrupções operacionais devido aos intervalos de explosões.

- Logística complexa e baixa produtividade, pois cada explosão requer uma longa operação de parada da produção.

Já o uso de um rompedor hidráulico não apresenta nenhum desses desafios...

É possível aproveitar veículos portadores já disponíveis na operação

Apenas um operador é necessário para o processo de rompimento, é possível alterar rapidamente o volume e tamanho das pedras e a mobilidade é total, sem necessidade de interrupções.



É importante observar, entretanto, os casos de aplicação onde o uso de um rompedor é mais indicado. Existem categorias de pedras onde sua operação é mais eficiente. São elas:

■ Calcário de concha

■ Arenito

■ Xisto/Ardósia

■ Gneisse

■ Mármore


Nos seguintes materiais o desempenho de quebra pode ser considerado “mediano”:

■ Calcário

■ Dolomita

■ Graywacke


Já em outros substratos o desempenho de quebra é baixo, e o uso do rompedor é recomendado somente quando o custo operacional do uso de explosivos para gerar as pedras no tamanho necessário for muito alto.

■ Lava

■ Pórfiro

■ Diábase

■ Basalto

■ Granito


Veja no gráfico abaixo uma estimativa da taxa de produtividade de um rompedor em função do peso, considerando rochas com perfil recomendado de aplicação:



Com o uso de rompedores hidráulicos embarcados na produção de matacos, o tamanho das pedras se torna mais homogêneo, tornando-os mais adequadas para aplicações como aterros, hidrovias e barreiras. Uma escolha que além de maior produtividade também agrega valor ao produto.



Bem-vindo ao blog da Chicago Pneumatic Constructions Technique!

Leia mais



Lubrificantes para equipamentos de construção - princípios básicos.

Leia mais



Geradores em condomínios: o que é melhor? Estacionário ou portátil?

Leia mais



Poços artesianos: entenda a relação entre pressão e vazão do ar comprimido e a performance da perfuração

Leia mais


Todos os posts deste canal   

Blog Chicago Pneumatic - Todos os direitos reservados © 2018